Coroas Dentárias


As coroas são uma solução terapêutica quando há uma perda significativa da estrutura do dente, espaços entre os dentes (diastemas) e/ou alterações da forma ou cor. Podem ser produzidas em vários materiais, tais como metal (cromo-cobalto), acrílico, zircónio e cerâmica (dissilicato de lítio).

Quando confecionadas em zircónio e/ou cerâmica, deverão ser consideradas definitivas, pois tratam-se de materiais com elevada resistência e com alto grau de biocompatibilidade, pelo que o risco de reação alérgica é inexistente.

Neste tipo de tratamento, o dente natural é submetido a um ligeiro desgaste em todo o seu perímetro, de forma a que posteriormente seja cimentada a coroa que, para além de plasmar um tratamento duradouro, se reveste de características estéticas que vão ao encontro das expectativas do paciente.

DSC06372

Etapas de tratamento


1º - CONSULTA DO AVALIAÇÃO

É nesta fase que a nossa equipa executa o planeamento personalizado de cada caso, tendo sempre em consideração as necessidades e expectativas do paciente. Para tal, são realizadas fotografias intra e extra-orais e exames complementares de diagnóstico como a radiografia dentária, o CBCT (TAC), o scanner intra-oral, entre outros.



2º - Consulta de preparação dentária e colocação de coroas/pontes provisórias

Nesta etapa é realizado um ligeiro desgaste em todo o perímetro do dente, para posterior «encaixe» das coroas/pontes provisórias que o paciente irá utilizar até à colocação das definitivas. Todo este procedimento é realizado recorrendo a anestesia local.



3º - Consulta de colocação de coroas/pontes definitivas

Após 1 a 2 semanas, as coroas/pontes provisórias serão substituídas pelas definitivas, devolvendo a funcionalidade mastigatória e a estética do sorriso, de uma forma perfeitamente natural.




ANTES

IMG_1460

DEPOIS

7 (1)

DEPOIS

9

PERGUNTAS FREQUENTES

As coroas dentárias são peças fixas que têm como principal objetivo corrigir a estética e aumentar a resistência de peças dentárias fragilizadas. Desta forma, são denominadas de prótese fixa uma vez que não podem ser retiradas pelo paciente.

No mercado existem vários tipos de materiais disponíveis para a produção de coroas dentárias, nomeadamente acrílico, metal, cerâmica e zircónica, entre outros.

Sim, dependendo da tipologia de tratamento e do caso específico do paciente. Desta forma, e caso seja possível utilizar os dentes naturais do paciente, as coroas serão aplicadas sobre o dente natural do mesmo após desgaste em todo o seu perímetro. Podem também no caso de ausência de alguns dentes e desde que os restantes dentes presentes em boca (pilares) estejam em bom estado, optar pela colocação de pontes fixas apoiadas em dentes naturais. Porém, e caso o paciente não tenha peças dentárias em boca, poderemos colocar um ou vários implantes e após isso reabilitar com coroas sobre implantes. Desta forma, existem 2 tipologias de reabilitação sendo a sua aplicação distinta e a finalidade comum.

Para fixação (cimentação) das coroas, são utilizados cimentos especiais para utilização neste procedimento de Medicina Dentária.

Sim, este tipo de tratamento também é utilizado na reabilitação sobre implantes.

Efetivamente não, o “pivot” e um implante são coisas distintas, isto é: um “pivot” é um espigão com uma coroa que é cimentado na raiz de um dente natural. Um Implante é uma “raiz artificial” que se fixa no osso do maxilar sobre a qual será colocada uma coroa cimentada ou aparafusada.


Marque já a sua consulta